31/07/2009

Caju Amigo

Posted in Bebidas tagged , , às 1:16 pm por Paula R.

caju

:. Fácil – Porção individual

Ingredientes:
2 cajus maduros
2 colheres de açúcar
1 dose de vodka (cachaça ou gim)
Gelo

Nota: algumas receitas acrescentam um toque de cointreau e/ou suco de limão.

Modo de preparo:
– Retire a castanha e jogue fora. Pique os cajus, adicione o açúcar e amasse com um socador ou cabo de faca.
– Acrescente o gelo e a vodka.

Historinha…
Outro dia, fui na feira que há perto de casa aos domingos para comprar frutas e verduras para a semana. Queria só o essencial para não desperdiçar, mas numa das barracas uma bandeja de cajus vermelhinhos olhou para mim e foi paixão à primeira vista. Cheguei em casa e liguei para o meu pai para saber como fazer o famoso “caju amigo”. Em dois minutos estava pronto! Foi uma delícia cozinhar o almoço degustando o drinque. No final, dá para comer a polpa com colher.

PS: Minha amiga Eti já tinha me passado a receita por um dos comentários aqui do blog, mas eu estava sem computador no dia.
PS2: A filha de uma amiga da minha irmã, de 5 anos, outro dia perguntou se a bebida não podia chamar “Caju Felicidade”. Cute!

(Foto: stock.xchng)

30/07/2009

Os faunos também comem

Posted in Filmes/TV tagged , , às 3:02 pm por Paula R.

fauno

Para saber mais sobre o filme: O Labirinto do Fauno

Para conferir o blog de onde veio a imagem: Skull Swap

29/07/2009

Cachorro-quente de forno

Posted in Receitas de salgados tagged , às 5:52 pm por Paula R.

salsichas

:. Fácil

Ingredientes:
Salsichas
Pão de cachorro-quente
Molho de tomate
Tomate
Requeijão
Mussarela
Azeite
Orégano
Tempero (alho, cebola, sal…)

Nota: os ingredientes devem ser comprados proporcionalmente ao número de pessoas.

Modo de preparo:
– Cozinhe as salsichas até a água ferver e reserve.
– Refogue o alho, a cebola no óleo e adicione os tomates picados para fazer o molho. Se preferir, adicione molho pronto.
– Corte um retângulo na parte de cima de cada pão, cavando uma espécie de “cova”. Cuidado para não atravessá-lo.
– Com uma colher pequena, coloque requeijão no fundo do buraco.
– Acomode a salsicha e preencha com o molho.
– Cubra com uma ou duas fatias de mussarela, espalhe orégano por cima e finalize com um fio de azeite.
– Leve ao forno para derreter o queijo.

Historinha…
No último sábado, mais uma das “lendas” do meu tio Edinho caiu por terra: finalmente comemos seu cachorro-quente de forno. É claro que aproveitei para ficar só de expectadora desta vez, prestando atenção nos detalhes. O melhor de tudo é que, além de gostoso, fica pronto tudo de uma vez. Só é preciso reservar um tempinho para a montagem.

28/07/2009

Ginou Choueiri

Posted in Artes Plásticas tagged , às 4:56 pm por Paula R.

A artista contemporânea Ginou Choueiri, que nasceu e mora em Beirute, Líbano, tem usado batatas para reproduzir rostos de pessoas. Para ela, sua textura, nuances e cores se aproximam da pele humana.

Até o momento, já foram mais de mil batatas, retratando, inclusive, personalidades famosas. Segundo a artista, o fato das obras durarem apenas um mês traça um paralelo com a efemeridade da nossa própria natureza.

ginou_choueiri

ginou_choueiri2

Veja outros exemplos no site da artista.

Ela também tem um blog: www.ginouchoueiri.blogspot.com

Pepsi x Coca

Posted in Bebidas tagged às 3:36 pm por Paula R.

Os meus refrigerantes favoritos sempre foram os de limão; Gini, Fanta Limão, 7 Up, Sprite, H2OOH… Mas, como é sempre bom variar, também tomo os guaranás e os de cola.

Sempre preferi a Coca-Cola, principalmente devido àquele sutil aroma de detergente que a Pepsi tem ao fundo, como diz um colega meu. Essa história mudou um pouco com a chegada da Pepsi Twist, que a versão light caiu mais nas minhas graças que à da concorrente. Mas daí veio a Coca Zero e me ganhou de novo…

Enfim, esses devaneios vieram à tona por causa da imagem abaixo, que achei num blog de publicidade e propaganda, o Brainstorm 9. Sempre achei bem legal acompanhar a identidade virtual das marcas e embalagens.

 pepsi_coca

27/07/2009

Palha italiana

Posted in Receitas de doces tagged , às 4:57 pm por Paula R.

chocolate_face

:. Fácil – Porção para 10 pessoas

 Ingredientes:
1 pacote de bolacha de maisena
1 lata de leite condensado
3 colheres de chocolate em pó
1 colher de margarina
Açúcar de confeiteiro

 Modo de preparo:
– Pique ou esmigalhe as bolachas com as mãos em pedaços de 1 a 2 cm. Reserve.
– Unte um refratário com margarina e reserve.
– Numa panela, faça um brigadeiro misturando a margarina, o chocolate em pó e o leite condensado. Mexa até engrossar e a massa começar a descolar da panela.
– Desligue o fogo e adicione as bolachas picadas. Mexa bem e despeje na forma.
– Deixe esfriar – pode levar à geladeira – e corte em quadradinhos. Polvilhe com açúcar para servir.

 Outras maneiras de servir:
1. Em vez de colocar a massa na forma, acomode numa folha de papel alumínio a fim de formar um cilindro comprido. Enrole o papel e modele com as mãos. Leve à geladeira e, depois que estiver firme, desembrulhe e polvilhe no açúcar. A aparência lembrará um salame, por isso, muitas pessoas conhecem esse doce como “salaminho de chocolate”.
2. Deixe a massa esfriar na panela ou num prato e depois enrole como brigadeiro, passando no açúcar para finalizar.
3. Há também quem não quebre as bolachas, acomodando-as inteiras no refratário, alternando com camadas de brigadeiro.

 Historinha…
Apesar do nome, suspeita-se que o doce tenha sido inventado aqui no Brasil mesmo, como uma versão do “salame di cioccolato” que é feito de chocolate e amêndoas. Este ainda não sei fazer, mas a palha italiana eu aprendi com minha amiga Elaine. Pesquisando pela internet, também descobri que algumas receitas substituem o brigadeiro por leite condensado cozido. Vale testar, não?

(Foto: stock.xchng)

24/07/2009

Antes & Depois

Posted in Por aí tagged , às 7:27 pm por Paula R.

antes_e_depois

Nota: inspirada pelo texto do novo Suflair, uns dois ou três para trás, resolvi sair à procura de imagens de chocolates que mudaram de nome nas últimas décadas. Sei que “entrega a idade”, mas adorei fazer. Foi uma verdadeira aula de Photoshop rsrs

Mais um

Posted in Aprovados (ou não) tagged , às 6:58 pm por Paula R.

sonhoValsa

Dia desses provei o novo Sonho de Valsa Avelã com Creme Branco. É claro que não é ruim – afinal, é chocolate, tem avelã, é Sonho de Valsa… -, mas, sinceramente, não achei nada de mais. Assim como com as versões de chocolate branco e com recheio de trufa, ainda fico com a tradicional.

Freddo

Posted in Pratos/restaurantes tagged , às 4:59 pm por Paula R.

freddo

Passear pela Recoleta é um roteiro quase obrigatório quando se viaja a Buenos Aires. É um bairro um pouco “burguês” demais para o meu gosto, mas tem algumas atrações que compensam. É muito limpo, arborizado, tem belas construções preservadas e ainda comporta museus como o Belas Artes (que é grátis) e o Malba – Museu de Arte Latinoamericano, onde está, por exemplo, “O Abapuru” da Tarsila.

O lugar também é famoso por seu cemitério, que entrou para o circuito turístico por causa do túmulo da Evita – que, ao lado do Gardel, Maradona e Che Guevara, forma o quarteto mais estampado nas ruas da capital argentina.

Mas, na verdade, esse post é para falar sobre a sorveteria que fica em frente à praça do cemitério: a Freddo; há outras unidades espalhadas pela cidade, inclusive nas Galerias Pacífico, da rua Florida. Pode anotar: os sorvetes são nota 10! Destaque para os sabores que envolvem doce de leite, chocolate e café.

Serviço:
Freddo
Av. Santa Fé, 1.500 – Recoleta
Buenos Aires (ARG)
http://www.freddo.com.ar/

(Foto: Paula R.)

23/07/2009

Todo santo dia…

Posted in Por aí tagged , às 5:28 pm por Paula R.

 folheto_hl

Quero aproveitar o blog para fazer uma breve crítica aos espaços Vida Saudável, promovidos pela Herbalife, que encontramos por aí. E não vou nem falar sobre o fato de alguém tentar me convencer a trocar uma refeição por um copo de shake. Hoje, a minha indignação é em relação a entrega de folhetos promocionais.

Sei que meus quilos a mais talvez sejam os culpados, mas eu não aguento mais ser parada pelos promotores do espaço na Av. Brigadeiro Luis Antonio, em São Paulo. E isso acontece praticamente todos os dias! E, também quase todos os dias, eu guardo bem fundo a vontade de perguntar: “Você não lembra de mim?”.

(Foto: divulgação na net)

Próxima página