31/01/2010

Qual você escolheria?

Posted in Por aí tagged , , às 8:49 pm por Paula R.

Inspirada pelo meu aniversário, selecionei alguns bolos do blog Cake Wrecks, que sempre me diverte.

E, agora, um que eu gostaria de verdade:

30/01/2010

Guarde este nome

Posted in Aprovados (ou não) tagged , , , , às 5:30 pm por Paula R.

Dia desses estava andando pelo Shopping Paulista com uma amiga e nos deparamos com uma loja da Yogen Früz. O preço não era tão convidativo, mas, depois de provar um pouco na pazinha, resolvemos experimentar. Tomei um frozen iogurte batido com blueberry pequeno (R$ 9) e, sim, vale muito à pena.

A Yogen Früz é uma marca canadense, criada em 1986 pelos irmãos Aaron e Michael Serruya, que chegou ao Brasil no final de 2009. Ela oferece frozen iogurte batido com frutas (“blends”), puro com frutas em pedaços (“topping”) ou em smoothies com combinações tentadoras. Até ele puro é bom e parece um sorvete com gosto de iogurte natural feito em casa. Quero voltar provar todos!

É uma opção mais refrescante e também mais saudável do que costumamos encontrar por aí, pois o iogurte é leve e o sabor obtido com frutas naturais. Há ainda a opção de escolher versões sem lactose, sem gordura, sem açúcar, ao gosto do freguês.

Serviço:
Yogen Früz
Rua Treze de Maio, 1947 – Piso Paraíso
Shopping Paulista – São Paulo-SP
Telefones: (11) 3262-3199

Nota: além dessa, não sei onde há outras lojas da rede. O site só traz um buscador para unidades no exterior.

28/01/2010

Imagem do dia

Posted in Por aí tagged , às 10:06 am por Paula R.

As vantagens de fazer festas num país frio…

(Foto: do Skull Swap)

26/01/2010

Parabéns, São Paulo!

Posted in Por aí tagged , , às 2:26 pm por Paula R.


Estação da Luz, numa das minhas últimas idas ao Bom Retiro.

Terra da garoa, cidade que acolhe desgarrados de todos os cantos e – para justificar a existência deste post – capital nacional da gastronomia! Em suas terras, estão não sei quantos milhares de restaurantes, padarias, botecos e barraquinhas de feira livre com receitas do mundo todo.

São Paulo nos possibilita conhecer as mais variadas culinárias sem sair (muito) do lugar, o que acaba garantindo uns quilos a mais na balança, mas, também, um universo a ser explorado por este blog. Só que não vou falar de nenhum restaurante hoje; a Paulicéia é pauta quase que diária por aqui.

Ok, o aniversário de 456 anos da cidade foi ontem, mas antes tarde do que nunca, né?


Em sentido horário: vista da janela de casa; grafite na Rua Augusta; estádio do Pacaembu; e detalhe do Teatro Municipal.

(Fotos: Paula R./Rafael M.B.)

Um toque de canela

Posted in Aprovados (ou não) tagged , , , às 12:51 pm por Paula R.

Minha irmã mais nova passou o Natal em Zurique (SUI) e aproveitou para visitar a fábrica da Lindt por lá – Inveja! – Infelizmente, era proibido tirar fotos dentro das dependências, então ficamos só com as imagens da fachada.

Por outro lado, ganhei de presente um lançamento de Natal (Chocolat de Noël/ Weihnachts-Chocolade), com um recheio macio e uma leve pitada de canela. Daqueles chocolates que proporcionam momentos de deleite permeados com suspiros de satisfação.

A Lindt é uma empresa suíça, criada em 1845 por David Sprüngli-Schwarz e seu filho Rudolf Sprüngli-Ammann. Até então, o chocolate era mais comumente usado como bebida e eles popularizaram sua versão em barras. Caso não conheça, vale a pena provar. Também gosto bastante dos sabores Lindor e os com recheio de cereja ou morango.

> Visite o site: http://www.lindt.com/

Nota: acabei estragando a embalagem antes de fotografar e não a encontrei na internet. Caso consiga uma foto do chocolate natalino, atualizo aqui.


Um pouquinho mais da Suíça.

(Fotos: Claudia R.)

24/01/2010

Feriado

Posted in Ajuda extra tagged , , , , às 2:06 pm por Paula R.

Hoje, no almoço de domingo do feriadão, resolvi caprichar no aperitivo. Usei pela primeira vez o kit caipirinha que minha prima me deu de Natal e fiz um Caju Amigo. Como a vida fica mais fácil quando se tem um pilão decente!

Para acompanhar, abri um salame artesanal que meu pai aprendeu a fazer com uns amigos. Excelente.  Ainda vou aprender a fazer também ou, pelo menos, colocar aqui a receita e as fotos que eles tiraram. Bem interessante.

A mistura do almoço foi pastel de feira, pois meu lado Ofélia também resolveu tirar uma folga.

21/01/2010

Um pouco de design

Posted in Por aí tagged , às 12:35 pm por Paula R.

:. Contribuição da Romi

19/01/2010

Bom exemplo

Posted in Por aí tagged , , , às 12:47 pm por Paula R.

Sempre fico feliz (e com mais esperança), quando fico sabendo de gente que se preocupa com o mundo e faz alguma coisa para mudá-lo. Assim é a história do Projeto Gastromotiva, vencedor da primeira edição do Prêmio Empreendedor Social de Futuro, promovido pela Folha em 2009. Veja o video.

A iniciativa busca capacitar jovens de baixa renda em gastronomia e incentivá-los a abrir negócios no ramo em suas comunidades de origem. Além dos cursos profissionalizantes, são oferecidos serviço de bufê e venda de produtos (utensílios desenvolvidos pela artista Rachel Oshino, além de azeites aromatizados, geléias e temperos preparados pelos aprendizes).

A Gastromotiva foi idealizada em 2005 pelo chef de cozinha e professor de Gastronomia, David Hertz, e hoje ela é uma OSCIP (Organização da Sociedade Civil de Interesse Público). A inspiração do curitibano veio da experiência de vida da jovem Uridéia Andrade, sua aluna no “Cozinheiro Cidadão”, programa de formação de auxiliares de cozinha na favela do Jaguaré, em São Paulo, criado um ano antes.

Uridéia é recém-formada em Gastronomia pela Anhembi-Morumbi e integra a equipe de profissionais da organização, como coordenadora do Bufê Escola.

O curso

Em 480 horas, o curso oferece aulas teóricas, práticas, visitas técnicas e estágio no Bufê Escola Gastromotiva. Os alunos aprendem a executar receitas, manipular utensílios, além de noções de serviço de mesa, bar e recepção em eventos. A próxima turma acontece de abril a agosto de 2010 (de segunda a sexta-feira, das 13 às 17h ou 19h às 23h). Inscrições no site: http://www.gastromotiva.org/

(Fotos: reproduzidas do blog. Video: da Blá Blá Produções)

18/01/2010

A cozinha maravilhosa de Ofélia

Posted in Sopa de Letrinhas tagged , às 7:05 pm por Paula R.

Depois de assistir ao filme Julie & Julia, em que uma blogueira tem como fonte de inspiração uma famosa culinarista americana, fiquei incomodada com o fato de, até hoje, não ter escrito nada sobre a cozinheira que inspirou o nome deste blog: a Ofélia Ramos Anunciato (1924-1998).

Os mais novos podem não se lembrar, mas, por 30 anos, a paulista esteve à frente de um programa de TV chamado “A cozinha maravilhosa de Ofélia”, que fez parte do cotidiano de milhares – talvez milhões – de donas de casa, além do imaginário de crianças e adolescentes que apenas observavam a confecção daqueles pratos apetitosos. E eu era uma dessas.

Sempre que podia, chegava da escola e assistia pelo menos o finalzinho do programa que passava na Bandeirantes, esperando o almoço de verdade ficar pronto. Dava até para sentir o cheiro. Lembro até hoje de quando recebi a notícia de sua morte, em 1998; já estava na faculdade e fiquei com a sensação de que parte da minha infância estava indo embora também.

Seu ponto forte eram as receitas destinadas ao dia a dia, sem grandes complicações ou refinamentos. Ofélia, com seu penteado impecável e sua voz macia, foi a Julia Child brasileira e inspirou todos os outros programas de culinária que se seguiram no Brasil.

Também em livros

Antes de aparecer na telinha, Ofélia escreveu a coluna sobre culinária “Um docinho para mamãe”, no jornal Tribuna de Santos. Depois, ao longo da carreira, acabou por compilar suas receitas em 14 livros, todos publicados pela Melhoramentos, como “O Grande Livro da Cozinha Maravilhosa de Ofélia” e “Ofélia, O Sabor do Brasil “, que foi traduzido para o inglês e ganhou o prêmio Jabuti em 1997.

Nesse começo de ano, descobri que relançaram mil de suas receitas no livro “A maravilhosa cozinha de Ofélia”. A edição traz ainda um DVD com explicações passo a passo de seus pratos preparados por grandes chefs. E foi esse o primeiro livro que comprei, já cumprindo uma das minhas resoluções de Ano Novo. Assim que testar alguma receita, é claro, venho dividi-la aqui.

14/01/2010

“Cheetos” de polvo

Posted in Aprovados (ou não) tagged , , , às 6:49 pm por Paula R.

Parece estranho, mas garanto que não é. Os salgadinhos Tako Chips sabor “octopus” são uma delícia, crocantes, não grudam nos dentes  e, o mais incrível, têm realmente gosto de polvo. É fácil encontrá-los nas vendinhas da rua Galvão Bueno, na Liberdade, mas vale pesquisar, pois há variação de preço.

Eu comprei o meu na Kaisen e a embalagem de 60 g saiu a R$ 2,30. O petisco é produzido pela empresa coreana Nong Shim.

(Foto: reproduzida do site da Liberdade Shop)

Próxima página