26/02/2010

O Brazeiro (sic)

Posted in Pratos/restaurantes tagged , , às 2:05 pm por Paula R.

Se você mora na Zona Sul e quer comer bem e barato, uma boa pedida é “O Brazeiro – O rei do tempero”, uma galeteria fundada por uma família italiana há mais de 30 anos. São milhares de galetos diariamente, assados na brasa, para se comer no local ou levar. Dizem que o segredo do sucesso é o tempero, cuja receita é guardada a sete chaves.

Mas há outros tipos de carne além do carro-chefe, como a picanha, a lingüiça e o espeto misto. Todos os pratos acompanham pão, farofa e vinagrete e a refeição é montada com a escolha de porções: poleta frita, salada de maionese, arroz… Não se empolgue na quantidade de coisas escolhidas, pois costuma sobrar comida.

A decoração é simples e o atendimento sem frescura. Recentemente, um salão novo foi anexado ao antigo para dar conta da demanda. Ideal para levar a família almoçar aos finais de semana.

Serviço:
O Brazeiro
Rua Luiz Góes,  843/847
Vila Mariana – São Paulo-SP
Tel: (11) 2275-7139

24/02/2010

Campanha: “Aventuras gastronômicas”

Posted in Por aí tagged , , , às 10:50 am por Paula R.

Este blog vai fazer aniversário e, para comemorar, pensei em lançar uma campanha para agitar as coisas com os leitores. Sei que parece nome de filme da Sessão da Tarde, mas a idéia é a seguinte: gostaria que enviassem fotos de comidinhas ou bebidinhas, boas ou ruins, que provaram em viagens. Você pode estar na foto ou não, a seu critério.

Junto com as imagens, enviar seus dados (nome completo, onde mora, idade…) + o nome da comida, onde e quando comeu, o que achou, essas coisas. O e-mail é o recém-criado: orfadaofelia@yahoo.com.br

Quem quiser pode participar com mais de uma foto. O material que chegar será publicado a partir de março, que é o mês em que o Órfã completa um ano. Voou, não?

(Foto: cena do filme Indiana Jones e o Templo da Perdição)

23/02/2010

E a Lei Seca?

Posted in Bebidas tagged , , , às 5:10 pm por Paula R.

A cervejaria escocesa BrewDog está reivindicando o título de “cerveja com maior teor alcoólico do mundo” para a recém-lançada Sink the Bismarck, com 41% de álcool em seu conteúdo. Depois de sua cerveja Tactical Nuclear Penguin (32%) perder o título para Schorschbock (40%), da cervejaria Schorschabrau, eles deram o troco.

O nome da nova bebida é homônimo de um filme de 1960, que fala das tentativas de afundar o famoso couraçado alemão, durante a Segunda Guerra.

Para se ter uma idéia de quão forte é a Sink the Bismarck, seu teor alcoólico se assemelha ao de bebidas como a vodca e a cachaça, enquanto nossas cervejas pilsen variam de 3,5% (Skol, Brahma, Antártica…) a 5%. Que gosto será que tem?

> Leia matéria da BBC

Imagem do dia

Posted in Por aí tagged , , às 12:44 pm por Paula R.

Inspirada pelo post anterior, uma dessas coisas que a gente encontra pela net (sem créditos, para variar)…

22/02/2010

Hamburguer caseiro

Posted in Receitas de salgados tagged , , , , , às 12:45 pm por Paula R.

:. Fácil/Médio – Porção para 5 pessoas


Receita da carne

Ingredientes:
1 kg de carne moída
1 pacote de sopa de cebola
1 ovo
Nota: se não tiver a sopa, substitua por temperos (cebola, alho, sal…) e um pouco de farinha de trigo para dar a liga.

Modo de preparo:
– Misture todos os ingredientes numa vasilha, apertando com as mãos para ficar bem distribuído.
– Divida a mistura em dez partes. Pegue cada uma delas e molde num pires para dar o formato do hamburguer.
– Acomode as carnes prontas em formas untadas com óleo ou sobreponha-as, intercalando com plástico.
– Coloque um fio de óleo na frigideira e deixe no fogo médio para fritar as carnes.
Nota: usei saquinhos de frutas (aqueles fininhos) como luvas para manusear a carne, mas isso é opcional.
Nota 2: essa receita pode ser usada para fazer bolinhos de carne.

(Foto: Rob Owen-Wahl/ Stock.xchng)

Receita da maionese

Ingredientes:
3 gemas
3 colheres (sopa) de limão
1 colher (sopa) de mostarda
1 pitada de sal
Azeite ou óleo

– Lave bem as cascas dos ovos antes de quebrá-las para separar as gemas. Isso evita a salmonela.
– Num liquidificador, bata todos os ingredientes, exceto o azeite.
– Deixe descansar por alguns minutos e volte a bater na velocidade mais baixa, acrescentando um fio constante de azeite até dar o ponto de maionese.
– Deixe na geladeira antes de servir. Como a receita não leva conservantes, tente sempre fazer uma quantidade para ser usada no próprio dia.
Nota: essa é a parte mais difícil. É importante controlar o fluxo do azeite e ficar de olho na consistência. Se não der certo uma vez, não desista e tente novamente.

(Foto: Jasper Golangco/ Stock.xchng)

Cheese salada bacon

Ingredientes:
10 carnes de hamburguer (receita acima)
10 pães de hamburguer
10 fatias de mussarela
200 g de bacon fatiado
10 folhas de alface
3 tomates fatiados
Maionese (receita acima)
Catchup e mostarda
Orégano
Sal

Montagem:
– Parta o pão ao meio, passe a maionese de um lado e o catchup e a mostarda do outro.
– Adicione uma folha de alface e algumas rodelas de tomate. Tempere com um pouco de sal.
– Frite o bacon e disponha uma porção sobre o hamburguer frito, ainda na frigideira. Abaixe o fogo e coloque uma fatia de mussarela dobrada sobre o bacon.  Salpique com orégano.
– Abafe com uma tampa para derreter o queijo e leve ao pão. Vois la!

:. Historinha…
Minha mãe fazia hamburguer caseiro quando eu era pequena e me deu uma nostalgia esse final de semana. Foi a primeira vez que fiz “by myself” e o resultado superou a expectativa de todos, inclusive a minha. A receita parecia de hamburgueria famosa, sem as batatas fritas e o milk shake, mas também sem fila de espera e conta para pagar. A única coisa que sinto falta em São Paulo é de um pão de hamburguer decente, pois temos que nos contentar com esses semi-industrializados, que deixam um pouco a desejar. Alguém aí sabe de alguma padaria que forneça para lanchonetes?

* Agradecimentos especiais ao Fernando e à Vania, que aceitaram ser nossas cobaias. Todos passam bem.

(Foto: Van, clicada por mim)

20/02/2010

Serving the planet

Posted in Bebidas, Por aí tagged , , , às 12:20 pm por Paula R.

Quando era menor, adorava ficar assistindo comerciais – na época chamávamos de “reclames” – e premiações como o Clio Awards, que prestigiava a propaganda mundial. Infelizmente, nos últimos anos tenho achado difícil encontrar algum muito interessante.

Um que tem rendido bastante comentários é o filme da Heineken “Walk in fridge”, no qual um casal apresenta a casa nova para os convidados. Particularmente, acho meio machista, mas a continuação dele é bem divertida. Destaque para a expectativa do dono da casa.

19/02/2010

De olho na papinha

Posted in Por aí tagged , , , às 1:07 pm por Paula R.


Tata fazendo a alegria da Bia e meu sobrinho raspando o prato.

Uma amiga pediatra recomendou uma matéria da Folha Equilíbrio que falava sobre a má qualidade da alimentação dos bebês brasileiros. Gente, isso é assunto sério. Depois que os filhos forem para a faculdade, eles poderão se entupir de Miojo e Mc Donald’s se quiserem, mas, nos primeiros anos de vida, é importante comer o que faz bem para a saúde.

O texto fala de um estudo da Sociedade Brasileira de Pediatria, que envolveu  179 crianças de quatro a 12 meses, das classes A, B e C. Baseado nos hábitos de uma semana, foi observado que os níveis de gordura, açúcar, sal, corante, entre outros aditivos, está muito alto.

Alguns pais alegam não saber cozinhar, outros que não têm tempo. Merecem umas palmadas. A internet está cheia de receitas bacanas de papinhas para todas as idades e, é claro, seu pediatra é a pessoa mais indicada para aprová-las ou recomendar outras.

> Leia a matéria completa
> Esse site parece ter receitas interessantes: Guia do Bebê

(Fotos: Paula R.)

18/02/2010

Parece… e é!

Posted in Aprovados (ou não) tagged , , , às 4:51 pm por Paula R.

Numa das minhas recentes andanças pela Liberdade – o bairro – comprei para experimentar um suco de uva verde chamado Grape Juice with Sac. O produto é da empresa sul-coreana Haitai, fundada em 1945.

A latinha custou R$ 2,50 e tinha somente 238 ml, mas valeu cada centavo. O suco é bem saboroso e, o que me surpreendeu, traz gomos de uva sem sementes, que dissolvem na boca. Apesar de poderem causar uma certa estranheza à primeira impressão, são eles que garantem o diferencial.

(Foto: eu queria ter tirado uma foto, mas acabei não conseguindo, então achei essa imagem no Flickr, feita por Paula Zanotti)

17/02/2010

Cura-ressaca

Posted in Por aí tagged , , , às 12:44 pm por Paula R.

Ok, este tema é quase unânime numa Quarta-Feira de Cinzas, mas à vezes a gente acaba se rendendo à agenda mesmo. Principalmente se o tema tem caráter quase de interesse público – e não precisa ser usado somente no pós-Carnaval.

Orgias gastronômicas e bebedeiras homéricas podem acontecer em qualquer época do ano. Na hora, elas são legais, mas, no dia seguinte, podem dar aquele arrependimento. É claro que não há nenhuma cura milagrosa, mas alguns desconfortos podem ser amenizados  com a alimentação.

O que preferir
– Tome bastante líquidos: água, sucos e água de coco;
– Frutas frescas;
– Legumes e verduras;
– Alimentos integrais.

O que evitar
– Bebidas alcóolicas (é claro);
– Chá, café e refrigerantes;
– Doces;
– Carne vermelha;
– Frituras e alimentos gordurosos (queijos, maionese etc.).

E, da próxima vez, vale lembrar de se alimentar antes de beber e tomar alguns copos de água para se hidratar.

(Foto: cartaz do filme “Se beber, não case”)

12/02/2010

Pois é, pois é, pois é

Posted in Por aí tagged , , , às 2:35 pm por Paula R.

Mc Lanche Feliz: R$ 13. Boneco pago à parte: R$ 7. Ver uma franquia mexicana bombando na rede do “M amarelo”: não tem preço. Voltei ontem para São Paulo e já fui arrastada para jantar no Mc Donald´s. Não sou muito fã de fast foods, mas era por um bom motivo: brinquedinhos do Chaves.

Pegamos o Chaves, que vem dentro do barril, e o S. Madruga, mas a linha tem outros seis modelos (Quico, Nhonho, D. Florinda, Prof. Girafales, Popis e Paty). Todos foram inspirados no desenho animado criado a partir da série de TV, a qual embalou a tarde das crianças nos anos 80 e, hoje em dia, virou um clássico pop/cult.

Senti falta da Chiquinha e da Bruxa do 71, mas, pelo que ouvi dizer, elas não fazem parte do desenho por problemas de direitos autorais. Também poderiam ter feito alguns personagens do Chapolin, como o próprio super-herói das anteninhas de vinil e seus vilões clássicos – Alma Negra, Tripa Seca… Quem sabe não pensam no assunto, já que essa promoção tem tudo para ser um sucesso?

Não sei quanto tempo essas promoções do Mc Lanche costumam durar, portanto, se interessar, é bom correr.

> Visite o site da rede
> Para saber mais sobre o seriado e seu criador, clique aqui

Próxima página