30/11/2010

Surreal

Posted in Filmes/TV tagged , , , às 9:30 pm por Paula R.

> Vi aqui

29/11/2010

Top 5 “do mal”

Posted in Top 5 tagged , , , , às 9:40 am por Paula R.

Na última quinta-feira, a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou um estudo sobre os alimentos industrializados, que indica quais possuem maiores concentrações de sódio e gorduras, por exemplo. Confesso que o que me deixou mais chateada foi descobrir que o biscoito de polvilho é o campeão em gordura trans.

É claro que nosso organismo precisa tanto do sódio como da gordura (a trans não!), mas eles devem ser consumidos em pequenas quantidades e é bom ficar de olho. Confira o ranking:

Comidas

  • Sódio: macarrão instantâneo + tempero
  • Gordura saturada: batalha palha
  • Gordura trans: biscoito de polvilho

Bebidas

  • Sódio: refrigerantes light (em especial, a cola)
  • Açúcares: néctares

> Leia matéria sobre o assunto no site do Akatu
> Confira o estudo completo

 (Img: reprodução do site)

26/11/2010

Hortelã – Especialidades árabes

Posted in Bares/Restaurantes tagged , , , às 3:00 pm por Paula R.

Acho que conheço mais restaurantes em São Carlos, cidade em que visito minha irmã, do que em Rio Claro, onde acabo dando preferência pra comida da minha mãe, é claro. Mas, da última vez que fui pra lá, minha outra irmã e meu cunhado me levaram jantar numa casa meio nova, que fica na região da Praça Dalva de Oliveira (a do McDonald’s).

O lugar é bem arrumadinho, mas estava vazio, com apenas duas mesas ocupadas. Nas paredes, dizeres sobre a planta que dá nome ao lugar – “erva da amizade e do amor, símbolo da hospitalidade” – e, nas mesas, vasinhos com mudas que podiam ser levadas para casa.

Mas falemos da comida. As porções são generosas e quase todos os pratos vêm acompanhados de homus, babaganuj (que eu conhecia como babaganuche), pão sírio, salada e arroz sírio. Pedimos uma porção de charutos de repolho e quibe cru, que estava bem saboroso. Aliás, tudo estava gostoso e, em três, não demos conta; levamos marmita para casa.

Se não me engano, a conta saiu uns R$ 25 para cada um. Pretendo voltar para pedir o mini-rodízio, que sai R$ 35 e dá para provar vários pratos; tem também o completo por R$ 43, que tem a mais cordeiro e galinha recheada.

Serviço:
Hortelã
Rua 15, 1196
Jd. Claret – Rio Claro-SP
Tel.: (19) 3532-3850

(Foto: Maria Konrad/stock.xchng)

23/11/2010

Beatlemania

Posted in Música tagged , , , , , , , , às 1:38 pm por Paula R.


O Paul já comeu muito hamburguer, mas hoje em dia é vegetariano.

Quando decidi fazer um blog só sobre comida, cheguei a ficar com medo de ficar limitada a um só assunto, mas a verdade é que eu sempre dou um jeitinho de falar sobre o que gosto aqui, seja cinema, artes ou música. Essa semana por exemplo, queria uma desculpa qualquer para falar do show do Paul McCartney que foi ontem. Como ainda não comi na John & Paul Burger, resolvi fazer uma busca no Google, que deve render mais de um post.

O show foi incrível – um dos melhores da minha vida! – e muito, mas muito emocionante mesmo. Cresci ouvindo Beatles lá em casa e, quando era pequena, aprendi a tocar flauta com “Hey Jude” e um dos disquinhos que mais ouvia na minha Sonata era um que tinha de um lado “Let it Be” e do outro “The long and winding road”. Nessa última música, aliás, liguei para meus pais ouvirem um pouquinho pelo celular; era a música deles.

E agora, com vocês, as “desculpas”…

:. Clique nas imagens para saber mais.



Memorabilia comestível à venda nesse site.


Yellow Submarine, um clássico!


Tem lancheira e até livro de “receitas inspiradas pelos Beatles e sua música”.


Abridor e caneca inspirados pelo Fab Four.


Cupcakes que dão dó de comer.

(Fotos: reprodução dos respectivos sites)

22/11/2010

Twitter das antigas

Posted in Bebidas tagged , , , , às 3:54 pm por Paula R.

Vejo esses pôsteres há anos e nos mais variados lugares – decoração de bar, blogs, camisetas… -, ms não faço ideia de quem, quando e para que eles foram criados. Humor politicamente incorreto com roupagem retrô. Se alguém tiver alguma informação a respeito, escreva.

(Imgs: reprodução da internet sem citação do autor)

18/11/2010

Gastronomia Responsável

Posted in Por aí tagged , , , , às 12:21 pm por Paula R.

O movimento Gastronomia Responsável, promovido pela Fundação Boticário desde setembro desse ano, busca fazer uma reflexão sobre o possível equilíbrio entre a culinária e o meio ambiente. A iniciativa se pauta em quatro princípios: utilização de ingredientes orgânicos, utilização de produtos regionais, não utilização de espécies ameaçadas de extinção e aproveitamento integral de alimentos.

Chefs de Curitiba (PR) criaram pratos respeitando esses aspectos e, no site, é possível saber em quais restaurantes eles estão disponíveis. Parte do valor dos pratos é destinada a ações de conservação da natureza da Fundação.

Achei a ideia bem bacana e nada difícil de ser colocada em prática também em casa. Quem criar uma receita pode compartilhar pelo site. Lá ainda é possível saber mais sobre cada um dos princípios do movimento.

> Vale uma visita: http://www.gastronomiaresponsavel.com.br/

(Imgs: reprodução do site)

17/11/2010

Coletivo chique

Posted in Bebidas tagged , , , às 3:05 pm por Paula R.



A Absolut é, digamos, umas das vodkas mais estilosas que vemos por aí. Suas embalagens são inovadoras e as ações de marketing também. Essa das fotos é da cidade de Chicago (EUA) e redecorou pontos de ônibus com inspiração em alguns tipos de Absolut: Bloody, Twist e Lemon Drop.

> Via Blue Bus > Adrants

(Fotos: reprodução do BB)

16/11/2010

Choppinho em Bauru

Posted in Bares/Restaurantes tagged , , , , às 2:37 pm por Paula R.

Nessa minha viagem a Bauru, cidade onde passei os quatro anos da faculdade, visitei vários lugares que marcaram minha vida: o pensionato e as repúblicas em que morei, a praça Rui Barbosa, o calçadão da Batista, o cinema em que ia três vezes por semana e até o prédio da Telefônica – na época, Telesp – onde pagava por minuto as ligações DDD que fazia para a casa dos meus pais.

 Vi que bares fecharam – saudades do Píer House! –, lanchonetes mudaram de endereço, restaurantes abriram, supermercados se multiplicaram, inclusive sobre o antigo campo do BAC, onde o Pelé começou a jogar bola… Minha antiga roommate casou e ficou por lá, se tornando minha guia em terras bauruenses. Com isso, também acabei conhecendo lugares novos, alguns que até já existiam, mas que não eram compatíveis com minha renda de universitária, como o Bar do Português.

Fundada na década de 70, a casa hoje é decorada com camisas de futebol e pôsteres antigos da Brahma. Fica numa esquina e grande parte dos frequentadores prefere beber na calçada e na própria rua. Para petiscar, pedimos porções de bolinho de bacalhau e linguiça portuguesa com pouca pimenta. As porções estavam gostosas e vieram rápido.

Um dos destaques para mim foi o esquema de “clube do chopp” em que é possível comprar uma caneca de porcelana com 50 vales, que podem ser consumidos por tempo indeterminado. É preciso pagar à vista, mas, com a promoção, cada copo sai por apenas R$ 3. E detalhe: o bar já ganhou vários prêmios, incluindo o de Melhor Chopp do Brasil, cedido pela Ambev.

Serviço:
Bar do Português
Rua Benjamin Constant, 10-45
Bauru-SP
http://www.bardoportugues.com.br/
Não abre de domingo, nem aceita cartões.

(Fotos: reprodução do site do bar)

15/11/2010

Sumiço

Posted in Por aí tagged , , às 10:30 pm por Paula R.


Perto da frequência que costumo atualizar o blog, dei uma sumida essa semana. Por conta de tanto feriado, as coisas no trabalho andaram corridas, mas a minha ausência se deve também à viagem que fiz esse final de semana a Bauru para reencontrar minha turma de faculdade: são 10 anos de formatura! Até fiz algumas descobertas gastronômicas lá no oeste paulista, mas digamos que, nos últimos dias, me alimentei mesmo de boas lembranças, novidades e reencontros.

Amanhã voltamos à programação normal.

(Foto: cena do filme O fabuloso destino de Amélie Poulain)

09/11/2010

Chá verde

Posted in Bebidas, Top 5 tagged , , às 6:04 pm por Paula R.

Nos últimos anos, o consumo de chá mate (ice teas), verde, branco e até vermelho vem se popularizando por aqui. Eu, inclusive, sempre que posso, tenho trocado o refrigerante por chá verde, seja em casa ou nos restaurantes. Dizem que ele faz muito bem à saúde, pois é diurético, rico em antioxidantes e diversas vitaminas, acelera o metabolismo, ajuda a diminuir as taxas de colesterol ruim, o combate ao câncer e à H. pylori (bactéria da gastrite). Também é usado em dietas.

Muito popular na China e no Japão, o chá verde pode ser consumido a partir da infusão das folhas da camellia sinensis – o que, imagino, seja ainda mais saudável – ou em várias versões prontas para beber que estão à venda por aí. A minha preferida é a da Feel Good com limão, da WOW, que acredito balancear bem os quesitos saúde, sabor e refrescância – a versão com laranja e gengibre também é muito boa. Ainda quero provar a versão com romã, além dos chá branco e vermelho.

Se fosse fazer um Top 5 de chás verdes, seria:

1. Feel Good: medalha de ouro.
2. Lipton: gostosinho até demais, o que me deixa em dúvida sobre o nível de chá verde de verdade que contém.
3. Sheffa (com pêssego): boa opção mais barata.
4. Matte Leão: amargo demais para o meu gosto. Provei a versão original e a de maracujá.
5. Feito com folhas: ainda mais amargo. Não agradou meu paladar.

> Mais sobre o chá verde aqui
> Sobre a Feel Good

(Foto: reprodução do site)

Próxima página