23/11/2010

Beatlemania

Posted in Música tagged , , , , , , , , às 1:38 pm por Paula R.


O Paul já comeu muito hamburguer, mas hoje em dia é vegetariano.

Quando decidi fazer um blog só sobre comida, cheguei a ficar com medo de ficar limitada a um só assunto, mas a verdade é que eu sempre dou um jeitinho de falar sobre o que gosto aqui, seja cinema, artes ou música. Essa semana por exemplo, queria uma desculpa qualquer para falar do show do Paul McCartney que foi ontem. Como ainda não comi na John & Paul Burger, resolvi fazer uma busca no Google, que deve render mais de um post.

O show foi incrível – um dos melhores da minha vida! – e muito, mas muito emocionante mesmo. Cresci ouvindo Beatles lá em casa e, quando era pequena, aprendi a tocar flauta com “Hey Jude” e um dos disquinhos que mais ouvia na minha Sonata era um que tinha de um lado “Let it Be” e do outro “The long and winding road”. Nessa última música, aliás, liguei para meus pais ouvirem um pouquinho pelo celular; era a música deles.

E agora, com vocês, as “desculpas”…

:. Clique nas imagens para saber mais.



Memorabilia comestível à venda nesse site.


Yellow Submarine, um clássico!


Tem lancheira e até livro de “receitas inspiradas pelos Beatles e sua música”.


Abridor e caneca inspirados pelo Fab Four.


Cupcakes que dão dó de comer.

(Fotos: reprodução dos respectivos sites)

Anúncios

19 Comentários »

  1. Ele é incrível. E a filha dele, Stella McCartney, é estilista, vegetariana, e não usa nada de origem animal em suas confecções. Demais! 🙂

  2. Paula, que orgulho de você! Adorei o post!
    Bjks

  3. Luciano Favaro said,

    Muito bom, Paula! Comida e música, oh mistura boa!! rs..

    Beijão!

  4. Juliana said,

    Eu QUERO aquele submarino amarelo pra fazer chá!!!! 🙂
    Beijos! 😉
    Ju

  5. Celso said,

    Oi, Paulitcha!

    Muito legal o post, bastante “abrangente”, digamos assim! Só tenho uma única ressalva: como assim “era a música deles”? Ainda é, coitadinhos!! ;-]
    Ah, outra coisa: Sir Paul e eu temos algumas “coisas” em comum: ambos temos filhas chamadas Beatrice, e ambos adoramos música!

    Beijo, querida amiga!

  6. Celso said,

    (Às vezes fico pensando: será que quando a minha Beatrice for adolescente, a Beatrice McCartney vai ser a “cantora-teen-com-papai-famoso” do momento? Em 2020 descobriremos)

  7. Helio said,

    É comum acusar quem não come carne de não o fazer por política, ou por frescura e não é fácil se defender destas. Eu mesmo era um desses que ria dos que não querem se alimentar da morte e do sofrimento. Só o que eu posso dizer à quem ainda come carne, é que quando quiser, poderá parar; que não se transformará, não será outra pessoa, não vai precisar se disfarçar de nada pra se esconder do que comia; não perderá sua honra, e nem seu prazer em comer; terá mais ânimo e menos raiva. Sentirá mais o amor e menos o medo. Animal = anima = alma. Eles vivem na trilha do instinto, mas nós não deveríamos fazer o mesmo. Somos humanos, e se acreditar na alma, sabe que a humana é diferente, que nós temos caminhos pra escolher e que não é só pelos sentidos do corpo que os tomamos. Que você pode ainda escolher o que come. Claro que o amor, o capricho, a ternura, a dedicação podem transformar uma refeição feita de morte e sofrimento numa refeição saudável, e claro que as orações dos rabinos e suas técnicas sagradas de abate, ou os banhos de ducha quente no lombo dos bois tem suas razões, mas ainda assim as almas terão sofrido o terror da aniquilação. Fora isso, vem o óbvio, que repetente nunca é demais: que o gosto bom que você aprecia vem sempre ou dos temperos e complementos ou do preparo e dos processos – das mãos poderosas do cozinheiro ou do poder vital dos vegetais. Mas nunca da carne que vivia.

    Eu que já chamei o Paul de velha, de brega, tenho que admitir que mesmo atrasado, ele ainda tem muito pra mostrar pro mundo.

  8. Mariana said,

    Beatles não é só cultura, também é gastronomia.. rsrs
    PS: também quero um Yellow Submarine pra tomar chá!!

  9. Xabu said,

    Paula, o post tá ótimo !
    Apesar de não ter ido no show, tenho certeza que foi excelente (e como não poderia ser? É o Paul, caraca !!) !!!
    Fiquei sabendo que quem faz comentários no post ganha uma caixa de cupcakes do Beatles….É verdade?
    Bjo
    Xabs

  10. CaLi said,

    Nossa Cuca….não era pra menos né…qquer coisa q quisermos comprar tem uma versão inspirada neles, até livro de receitas…heheh
    Fiquei com vontade de ter um de cada de tudo da lista.
    Amei qdo vc me ligou pra ouvir um pouquinho do show tb…queria mto ter ido.
    Bjos

  11. 1. Gostar dos Beatles -> PACAS!
    2. Gostar do Paul -> MUTCHO!
    3. Ter ido no show -> infelizmente não deu 😦
    4. Gostar de gadgets e cupcakes -> marromeno…
    5. Ser vegetariano -> NEVER!
    6. Ser meu amigo (e deixar um comentário camarada) -> EVER!
    7. Descobrir como falar do show do Paul num blog de comida -> Só você consegue fazer isso com mestria! 😉 rsrsrs

    BjkS!

  12. Carol said,

    Esse post ficou maravilhoso!Parabéns!
    Tinha certeza que vc ia nesse show, eu e os meus pais queríamos mto ter ido! O Paul é tudo, um fofo, de verdade!Infelizmente, vi o show na Globo,que passou apenas um compacto ultrajante!Mesmo assim as partes que eles passaram eu vi com avidez! E até me emocionei…
    Deve ter sido o máximo estar lá, com o Paul!

  13. Taís said,

    Que DELÍCIA de post, Paula!
    Você é ótima, nunca me cansarei de dizer isso!!
    Bom, minha interação com o Paul aqui em POA tu ja sabe, né? Mas valeu, sempre vale rsrsrs…
    E assim como a Jú, eu PRECISO de um submarino amarelo de fazer chá!!!
    Beijão e parabéns 😉

  14. Priscila Valdes said,

    Paulinha, que post ótimo! Que saudades de vc, viu?! Até apertou o coração, ui!

  15. Alice said,

    Fiz o quiz do facebook pra descobrir que Beatles eu era… Deu o Geoge Harrison.. hauhauhaua.. não é meu preferido, mas depois que eu soube que “eu era ele” resolvi ler mais e descobri que eu gosto dele sim.. e que ele foi bem dramático na morte e fizeram até um culto Hare Krishna pra ele… Enfim, achei criativo e curti! hauhuahuahau…. mas o paul….. uuuhhhhh… ouvi mulheres enlouquecidas falando que ainda casariam com ele… é… acho que eu tbm casaria. hauahuahua

  16. Ferclis said,

    Cuca…..
    Demais mesmo!!!! Mto bom ouvir segundos da musica ao vivo……

    E, acho q eu até tomaria chá se tivesse um submarino desses….hahhahahahahah
    Bjos

  17. Meire (mãe) said,

    Oi Filha , parabéns pelo sucesso , vc como sempre está cercada de amigos . obrigada pela palhinha de ouvir um pouco do show por telefone.Ri muito do comentário do Celso ” ainda é , coitadinhos…” Bjs

  18. Marcia said,

    É por isso que sempre que posso falo para todos que tive o privilégio de trabalhar com uma das melhores profissionais que já conheci e uma pessoa linda capaz de unir duas coisas boas em um só lugar: comida e música… Bjs,

  19. […] and cook e fui no show do Paul e, mesmo não tendo comido nada lá, dei um jeito de escrever sobre isso. Esse também foi o ano em que conheci o Garabed (hum!) e o Órfã apareceu no Gordo Urbano e na […]


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: