24/02/2011

Em busca de um pub

Posted in Bares/Restaurantes tagged , , , , , às 7:23 pm por Paula R.


Pint de Pilsner Urquell por 2 euros. Saudade!

Pubs são lugares que muito me agradam. Eles são sinônimos de futebol (e rugby), rock’n roll e cerveja, permeados com uma (pouca) iluminação charmosa e conversas em idiomas de vários cantos. Seria meu paraíso, não fosse o preço: das cervejas, que, por serem importadas, parecem custar seu peso em ouro, e das entradas.

Tenho a impressão de que, no Brasil, o pub ganhou um certo status elitista que foge um pouco aos princípios em que ele foi criado lá fora: um lugar pra encontrar amigos, beber uma boa cerveja e ver um joguinho. Algo básico, de fim de dia, sabe? Não tendo que desembolsar os tubos por algumas horas de diversão.

As melhores cervejas que tomei na vida foram em Praga e cada caneca de meio litro custava entre 1 e 2 euros! E todo bar era pub. Sem frescura. Tinha até um com pista de boliche no fundo e um homem comendo uma cenoura crua enquanto jogava num caça-níquel, mas isso já é outra história.

Por aqui

Reclamações à parte, São Paulo conta com alguns exemplares desse tipo de estabelecimento e o Guia da Folha indicou ontem 21 deles. Destes, fui em apenas quatro:

O’Malleys: foi o que frequentei mais vezes, pois tinha um preço mais acessível e bandas boas em determinados dias da semana. Foi lá também que levei uma amiga para paquerar (e sair da fossa), mas os frequentadores não tiravam os olhos da TV: era a final do mundial de rugby entre Inglaterra e Irlanda. Ou seja…

Paddy’s Pub: fui apenas uma vez, pois fica muito longe de casa. Infelizmente. Na ocasião, estava rolando uma Pin up’s Party, com uma banda rockabilly e uma pista cheia de casais vestidos a caráter e dançando de fazer inveja. Eu, como sou um zero à esquerda, fiquei na mesa de sinuca.

The blue pub: fui umas duas vezes, pois era perto do trabalho, mas não me encantou muito. Achei que faltou um “Q” no ambiente. Li algo sobre reforma na casa e a abertura de novas salas. Posso voltar pra conferir.

The Wall Cafe: nunca tinha pensado no The Wall como um pub e sim mais para casa de shows. De qualquer maneira, não dei sorte com as bandas que vi lá e o chopp que eles servem à vontade até um certo horário foi o pior que já tomei. Melhor pagar mais pra tomar uma cerveja que goste.

> Acho que preciso aumentar essa lista! A seleção completa está aqui.


Pin up’s Party no Paddy’s Pub na Vila Guilherme, ZN.

(Fotos: Paula R.)

Anúncios

1 Comentário »

  1. Alex said,

    Paula,

    Quando vai tomar a Cerveja Mecenas? Quem sabe um dia não viramos um pub, só falta dindim…rss


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: