06/07/2011

Sobre o Mc Donald’s

Posted in Bares/Restaurantes tagged , , , às 3:06 pm por Paula R.

A primeira lanchonete dos irmãos Mc Donald, em 1948, Califórnia.

Lembro da primeira vez que fui ao Mc Donald’s. Devia ter uns 13 anos e quem nos levou foi uma tia, em Campinas, pois não havia loja da rede em nossa cidade. Estava com meus pais e irmãs, foi uma euforia! Sabia decor a musiquinha do Big Mac – “dois hambúrgueres, alface, queijo e molho especial…” -, mas preferi a novidade do momento: o Mc Salad Premium, que tinha as metades quente (com a carne e o queijo) e fria (com a salada) separadas numa caixinha estilosa, com dois compartimentos. As caixas eram de isopor na época.

Com o tempo, lanchonetes pipocaram pelo interior do estado, inclusive em Rio Claro e Bauru, onde morei, mas não chegaram a se tornar um hábito – o preço era alto para o custo de vida local e o tamanho e sabor não eram páreo para os lanches de carrinho. Quando comia, optava pelo Mc Chicken, que achava mais saboroso e não tinha cebola.

O boom de Mc Donald’s em minha vida aconteceu em 2001, quando me mudei para São Paulo. Além da promoção tentadora de cheeseburguer a R$ 1, o preço do “número” acabava saindo mais em conta se comparado com outras refeições na capital. Comi muito na rede do senhor palhaço, como um outro blog a chama.

Acho que foi aí que nossa história entrou em declínio. Depois de uns anos, passei a achar tudo sem graça, sem gosto, gorduroso. Comecei a me incomodar com o lixo produzido pelas embalagens, ouvi histórias sobre o trabalho, sobre a gordura das batatas fritas… O bichinho antiimperialismo deu aquela mordida atrás da orelha. Hoje, como no Mac raramente; acho que a última vez que fiz uma refeição lá foi na Copa do Mundo, quando quis experimentar os menus especiais. Às vezes, me rendo a um sorvete, mas, com a dieta, isso também se tornou raro.

Linha do tempo

O tema para esse post acabou surgindo com uma foto que recebi hoje de uma amiga, da primeira lanchonete dos irmãos Mc Donald. Fiquei curiosa para saber um pouco mais da história toda e fui fuçar no site oficial da rede, na Wikipedia, lembrei de uns filmes (que ainda preciso ver) e resolvi fazer uma linha do tempo. A trajetória é uma grande case de sucesso do capitalismo como poderão ver.

1940 – os irmãos Dick e Mac McDonald abrem seu primeiro restaurante, uma espécie de churrascaria drive-thru, em San Bernardino, Califórnia (EUA).

1948 – o restaurante é reformado e passa a ter menu de lanchonete: hambúrguer e cheeseburguer, refrigerante, milk shake, café e torta. O hambúrguer custava 15 centavos.

1954 – Ray Kroc, vendedor de mixers para milk shake, conhece os irmãos McDonald e decide entrar para o ramo de hambúrgueres. Já havia oito restaurantes da rede, mas Kroc passa a ser o detentor da primeira franquia fora da região Califórnia-Arizona.

1955 – Kroc abre seu restaurante em Des Plaines, Illinois (EUA). Algumas fontes sobre a história da rede consideram essa a primeira unidade da rede Mc Donald’s.

1958 – é vendido o hambúrguer de número 100 milhões.

1959 – a rede chega ao centésimo restaurante.

1961 – os irmãos McDonald vendem os direitos de sua companhia a Kroc por US$ 2,7 milhões. Eles ainda tentaram abrir uma nova rede, chamada The Big M, que acabou falindo numa história um tanto quanto nebulosa. Dá para ler mais aqui e aqui.

1963 – é aberto o restaurante de número 500.

1966 – o primeiro comercial de TV vai ao ar. Nasce o Ronald. (Socorro!)

1967 – são inaugurados os primeiros restaurantes internacionais, no Canadá e em Porto Rico.

1968 – surge o Big Mac, desenvolvido por um dos proprietários.

1969 – nasce a logomarca que conhecemos hoje.

1978 – é inaugurado o restaurante 5 mil, no Japão.

1979 – a rede chega ao Brasil. Também é inventado o Mc Lanche Feliz.

1983 – o Mc Donald’s já está em 32 países.

1996 – estreia o primeiro site do Mc Donald’s.

2001 – é lançado o livro Fast Food Nation, de Eric Schlosser, uma crítica às redes de fast food, em especial você-sabe-qual.

2004 – o documentário norteamericano Super Size Me é indicado ao Oscar. Nele, o diretor independente Morgan Spurlock documenta os 30 dias em que se alimenta exclusivamente de McDonald’s.

2006 – a história do livro de Schlosser inspira o filme homônimo, dirigido por Richard Linklater.

2011 – a rede Mc Donald’s, com mais de 5 mil restaurantes, está em 117 países.

Curiosidade: para quem pensa que o Mc Donald’s é a maior rede de lanchonetes do mundo, surpresa: o Subway é quem detém a medalha de ouro, com quase 34.800 lojas em 98 países.

(Foto: reprodução de img que circula na internet, provavelmente proveniente do site do McDonald’s)

Anúncios

2 Comentários »

  1. Carol said,

    Quem diria que um post sobre o Mac Donalds poderia ser tão “cultural”!
    Olha, vou confessar que gosto do Mac,apesar de não achar o melhor hamburguer que existe,de não comer toda hora, e tal…
    Lembro que quando eu era criança era fissurada,porque comia em São Paulo e quando mudei p/Recife não tinha,aí só comia nas férias e logico que me entupia de combos,Nº1,Nº2 e por aí vai!!!Nessa época era o melhor p/mim,mas ainda bem que o nosso paladar muda p/melhor com o tempo!

  2. f-bianchi@hotmail.com said,

    O bichinho antiimperialismo também me picou. E também só me lembro de umarefeição do Mc na Copa…seguindo suas sugestões ehehe…
    Que é um case de muitas cifras…sim, é.
    Interessante saber que o subway possui tantas lojas. Não sou tããão fã assim, mas sem dúvida é uma opção + saudável.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: