28/02/2012

Lanche das antigas

Posted in Bares/Restaurantes tagged , , , , às 7:18 pm por Paula R.

Desde que criei o Órfã, tenho vontade de escrever um post sobre a lanchonete do Seu Oswaldo. O problema é que fazia um tempo que tinha ido pela última vez e queria comer o “cheese salada mais mais”, que tinha conhecido em 2006, para reavivar a memória. Tentei ir algumas vezes em que a encontrei fechada – numa delas, inclusive, por luto: o verdadeiro seu Oswaldo tinha morrido.

Mês passado, finalmente, conseguimos conferir se as coisas estavam muito mudadas por lá. Era uma sexta-feira e pegamos um pouco de trânsito indo para o Ipiranga. O salão tinha sido ampliado e o balcão duplicado – quase não há lugares fora dele –, mas acho que a reforma tirou um pouco o charme naturalmente retrô do lugar que conheci.

Havia uma fila de espera que durou uns 25 minutos, em que tivemos que esperar em pé, na calçada. O esquema funciona assim: o cliente chega, faz o pedido e, na hora que ele está para ficar pronto, surge um lugar para sentar. É um método arriscado, mas parece dar certo. Sentamos perto da chapa e foi interessante ficar observando a quantidade de lanches feitos por minuto. Cheguei a perguntar para um dos garçons que eu lembrava de já ter visto – um está lá há 18 anos e outro há 13, se não me engano –, só que ele não soube dizer o número exato de pedidos diários.

A casa

Desde 1966 no mesmo lugar, o Seu Oswaldo não tem nada de “hamburgueria”, status em alta hoje, estando o mais próximo dos lanches de carrinho do interior de São Paulo do que qualquer outro. E isso é um elogio. O hambúrguer vem num saquinho de papel dentro de um prato de plástico, daqueles em que é servida a merenda em algumas creches.

É um lugar que não é feito para petiscar porções enquanto se conversa com os amigos, paquerar ou ficar admirando a decoração retrô com jukebox e quadros do Elvis. O Seu Oswaldo é um lugar dedicado a matar a fome, tem barulho de chapa fritando, gritaria de crianças, de clientes, de garçons, garrafinhas de Coca ou cerveja que vão pra lá e pra cá, conta feita no papel com caneta.

Mas se é só para matar a fome, que seja bem-feito. E é. Pedi um cheese salada com adicional de bacon, que meu olho gordo mandou (mas não era necessário). A carne, a maionese e o molhinho de tomate caseiros são o diferencial da casa. Delícia! Para os bons de boca, recomendo que peçam dois de uma vez. A maioria dos lanches sai entre R$ 10 e 15.

> Nota: esse ano, o cheese salada do Seu Oswaldo entrou para uma listinha de 15 quitutes para se comer em São Paulo, feita pelo Guia da Folha. Também estão por lá a coxinha do Veloso, o sanduíche de mortadela do Mercadão, o pastel da Maria.

Serviço:
Hambúrguer do Seu Oswaldo
Rua Bom Pastor, 1659
Ipiranga – São Paulo-SP
Não tem telefone, não entrega, não tem site (mas dá para ver umas fotos aqui)
Aberto das 12h às 22h, de segunda a sábado.

(Fotos: Paula R.)

Anúncios

2 Comentários »

  1. Juliana said,

    Hum, aumentou o salão mesmo! Eu adorava, mas tinha desistido de ir lá há algum tempo, devido ao inferno da longa espera, da gritaria e da falta de espaço pra comer (leia-se não conseguir esticar o braço pra pegar o catchup. rs). Mas assim, até que dá pra voltar e matar a saudade. 🙂
    Beijos!

  2. Carol said,

    Que interessante!Quero dá próxima vez!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: