30/04/2012

Who’s Larry?

Posted in Por aí tagged , , , , às 6:01 pm por Paula R.

Você sabia que o velho quaker que aparece na embalagem de aveia tem nome? Pois é, ele chama Larry e acaba de ganhar uma “repaginada”. A figura que estampa a marca há 55 anos, ficou um pouco mais magra e, eu achei, mais jovem.

O pessoal responsável pelas mudanças, do estúdio Hornall Anderson, disse que não era para ninguém notar as diferenças, mas que o objetivo era deixar o garoto propaganda (posso falar garoto?) com um ar mais saudável, uma vez que os produtos da linha eram associados a uma boa alimentação.

Algumas outra mudanças em marcas já apareceram aqui e aqui.

:. Vi aqui e aqui.

27/04/2012

Aventuras gastronômicas nº 43

Posted in Por aí tagged , , , às 3:16 pm por Paula R.

Lilian N. – Pindamonhangaba (SP) – comida hare krishna (2012)

“Em Nova Gokula, a unidade da ISKCON (Sociedade Internacional para Consciência de Krishna) localizada em Pindamonhangaba (SP), comi a coxinha de jaca verde. A aparência do recheio é de frango desfiado e a textura lembra palmito, uma delícia. Pelo menos pra quem gosta de palmito e de curry. Apesar das especiarias, achei o sabor suave. Da fruta não tem nem o cheiro. A iguaria é vendida na lanchonete e no quiosque da Ekamurti.

Na lanchonete, se você não der sorte de estar lá na hora em que a coxinha estiver sendo frita, terá de comê-la requentada no microondas. Mas ainda assim ela estará saborosa. No quiosque a coxinha é frita na hora em que você pede, mas para o meu paladar o recheio estava salgado além da conta. Ainda no quiosque, vale experimentar o suco de lulo, uma frutinha de origem colombiana, e o de amora. O hamburguer de soja também é bem gostoso. De volta à lanchonete, prove a deliciosa samosa de ricota e couve-flor. E se bater a vontade de comer um docinho, peça um sandesh, bolinha branca feita à base de leite. É dos deuses!”

Para saber mais sobre: Nova Gokula  e ISKCON.

(Fotos: cedidas por Lili N.)

23/04/2012

Como (não) foi O Mercado

Posted in Por aí tagged , , , , às 11:59 pm por Paula R.


No sábado, saí de casa sem certeza de como seria minha noite, ou melhor, de como começaria, pois o final já tinha destino certo: a feira gastronômica O Mercado. Acabei indo numa festa com amigos e, no meio da madrugada, rumamos para o espaço onde acontecia o evento, entre o restaurante Sal e a Galeria Vermelho.

Apesar de imaginar, não dava para ter certeza de como estariam as coisas até aparecer por lá. Muitas pessoas tinham compartilhado matérias durante a semana e aqui e ali ouvia-se gente combinando de se aventurar pela experiência gastronômica. Por outro lado, havia boatos de que o evento poderia ser cancelado e tinha também a chuva que poderia espantar os menos animados.

Ledo engano. Às 3 da manhã, o lugar estava cheio e a fila de espera seguia pela rua Minas Gerais, dobrando pela Marechal Cordeiro a perder de vista. Não nos restaram dúvidas: esperaríamos a próxima edição.

Mas a vida tem dessas. Desses imprevistos que mudam o rumo das coisas e fazem a gente terminar a programação com uma massa na casa de amigos. Trocamos a fila pelo pesto do Samuel, regado a vinho e música. Excelente! E que o Mercado tenha vida longa e outras iniciativas parecidas pipoquem pela cidade que tem fome (também) de madrugada.

Nota: quando tirei fotos da fila, uma jornalista da Globo me perguntou o motivo do registro. Ela estava com uma ecobag na cabeça, para não molhar o cabelo antes da filmagem, e demorei um pouco para entender que ela não era uma figura noturna perdida por lá. Meu amigo, como morador da região, acabou dando entrevista. Quem quiser ver como era o Mercado lá dentro, é só clicar.

(Fotos: Paula R./ Rafael M.B.)

20/04/2012

O Mercado – 1ª edição

Posted in Pratos/restaurantes tagged , , , , às 5:51 pm por Paula R.

Recebi notícias (e convites) de diversos amigos interessados no evento que tem aguçado a curiosidade dos paulistanos que gostam de comidinhas. Idealizado pelo chef Checho Gonzales, “O Mercado” será uma espécie de feira de rua, com barraquinhas de quitutes, porém, todos preparados por chefs e cozinheiros de restaurantes com certas estrelas. Os comes e bebes vão variar de R$ 5 a 20 e a entrada é gratuita.

Já tinha ouvido falar de feiras gastronômicas (e de cerveja) parecidas em outros países – parece que no Peru tem uma boa – e acho que a iniciativa tem tudo para dar certo por aqui. Pelo que li, a ideia é oferecer opções gostosas para quem está aproveitando a vida noturna. Sempre pensei mesmo que a “cena gastronômica” acabava muito cedo para uma cidade como São Paulo.

Ainda não sei a minha programação do final de semana, mas, se der certo, vou conferir.

Segue a lista do que será servido e do famoso por trás do prato:

– Alexandre Leggieri/Herbert Bierwagen (Cannoleria): cannolis
– Carlos Ribeiro (Na Cozinha Restaurante): buraco quente
– Checho Gonzáles (Cebicheria Gonzales): anticuchos e cebiches
– Daniela Bravin (Bravin): vinhos e coquetéis
– Dagoberto Torres (Suri Ceviche): arepas
– Deepali Bavascar (Sabores da Índia): samosas vegetarianas
– Henrique Fogaça (Sal Gastronomia) sanduíche no pão ciabata com carne seca desfiada, azeite de gengibre, queijo de cabra, tomate e rúcula
– Janaina Rueda (Bar da Dona Onça): arroz de puta rica 
– Lourdes Hernandez (Casa dos Cariris): tostadas, margaritas e micheladas
– Marcos Carnero (Pão Filosófico): pães
– Pipa/Kerstin (Comida de Papel): hambúrgueres
– Rene Aduan Jr. (Alma Rústica Gastronomia): defumados e hidromel
– Tibira (Caos): coquetéis 

Serviço:
O Mercado
Data:  22 de Abril
Horário: da meia noite às 5 horas
Local: Pátio do restaurante “Sal Gastronomia”/Galeria Vermelha
Endereço: Rua Minas Gerais, 352 – Higienópolis

17/04/2012

Como eu me sinto quando…

Posted in Por aí tagged , , , às 5:15 pm por Paula R.

> Mais (e em movimento) no Tumblr homônimo: Como eu me sinto quando…

16/04/2012

Para ler, assar e comer

Posted in Sopa de Letrinhas tagged , , , às 11:51 am por Paula R.

O título desse post poderia ser mais um da série “Criatividade sem limites”. Ele é sobre o intitulado primeiro livro comestível do mundo da Gerstenberg Publishing House, editora alemã especializada em livros de culinária. Ele traz a receita de uma lasanha tradicional impressa em relevo em folhas de massa fresca, que devem ser usadas para preparar o prato.

Pena que o livro foi uma ação promocional limitada, produzida pela agência Korefe, e a gente não possa provar por aqui.

> Mais sobre a editora aqui. Vi sobre o livro aqui.

(Fotos: reprodução do site da Korefe)

14/04/2012

Santos: 100 anos!

Posted in Por aí tagged , , , às 5:59 pm por Paula R.

No dia do centenário do Peixe, o quadrinista Maurício de Souza divulgou a primeira imagem do Neymarzinho, personagem que deve aparecer em futuros gibis da Turma da Mônica. E assim fiquei sabendo que eu e a Magali temos mais uma coisa em comum.

(Img: reprodução daqui)

12/04/2012

Formol?

Posted in Por aí tagged , , às 11:48 pm por Paula R.

Eu não como na famosa rede há um bom tempo – com exceção do Mc Dia Feliz – por inúmeros fatores que não vêm ao caso agora, mas essa foto é algo para se pensar. No último dia 10, o hambúrguer com fritas acima completou dois anos de existência. A iniciativa da fotógrafa canadense Sally Davies se chama “Happy Meal Project”, uma alusão ao Mc Lanche Feliz.

Ela é defensora de uma alimentação mais saudável e se pergunta o quão nutritiva é uma refeição que não estraga nunca. Sally divulga na internet as fotos feitas quase que diariamente da refeição, que não mudou muito de quando foi comprada. E dá-lhe conservantes!

(Foto: reprodução do Flickr da autora)

11/04/2012

Provando a Gastromotiva

Posted in Aprovados (ou não) tagged , , às 5:22 pm por Paula R.

No comecinho de 2010, quando conheci a Gastromotiva por ser vencedora da 1ª edição do Prêmio Empreendedor Social de Futuro, não imaginava que nossos caminhos se cruzariam mais de dois anos depois. O mundo deu suas voltas e essa semana tive a oportunidade de provar alguns petiscos produzidos por eles num evento no meu trabalho.

Tinha focaccia com sal grosso e alecrim e pão integral de aveia para comer com patê de três queijos, salpicão de frango ou geleia. Tudo estava bem gostoso, suave. Até o pão pita ganhou novo status com manteiga clarificada, limão siciliano e alecrim. Amei!

Também fiquei surpresa com o que hortelã triturado pode fazer com uma salada de frutas picadas bem miudinhas. Mas o meu item favorito foi a geleia de maracujá com pimenta – e olha que estou na categoria “dente de leite” no quesito pimentas. Cada ingrediente neutralizava as características mais marcantes do outro num resultado pra lá de interessante, nem ácido, nem enjoativo, nem ardido.

Acredito que a geleia e os pães podem ser comprados pelos contatos abaixo, mas o forte da Gastromotiva é formar jovens de baixa renda em profissionais da área de cozinha, além de funcionar como incubadora de negócios de empresas gastronômicas. Entenda um pouco mais no site www.gastromotiva.org.

Serviço:
Gastromotiva
Rua Aurélia, 1785 A
Vila Romana – São Paulo-SP
Tel.: (11) 2924-0300

(Fotos: reprodução do site)

09/04/2012

Post atrasado

Posted in Aprovados (ou não) tagged , , , , às 5:19 pm por Paula R.

Acaba de passar o feriado mais chocolateiro do ano e só agora consigo um tempinho para falar da Chocolândia. Mea culpa! Fui na unidade do Ipiranga da rede que é especializada em chocolates, mas também tem uma seção de supermercado, de matéria-prima para doceiras e de guloseimas em atacado.

Fiz minhas compras de Páscoa por lá e economizei de R$ 8 a R$ 12 nos ovos e caixas de Ferrero Roche. Sem contar a infinidade de cestas, embalagens, coelhos, que deixam a gente meio enlouquecida. Além do chocolate, saí com caixas de chicletes, paçoquinha, enfim, um verdadeiro atentado a qualquer dieta.

Pelo que vi no site, eles também dão cursos de culinária.

Serviço:
Chocolândia*
Rua Silva Bueno, 2040
Ipiranga – São Paulo-SP
Tel.: (11) 2889-7600
www.chocolandia.com.br
*Há também unidades na Lapa, Santo Amaro, Tatuapé e Santo André.

:. Dica da Taís C.P.

Próxima página