23/06/2012

Fechada para balanço

Posted in Sopa de Letrinhas tagged , , às 2:52 pm por Paula R.

Qual seria o pior pesadelo para uma blogueira de comida? Engordar? Pegar fila para comer? Não ter dinheiro para conhecer o restaurante dos sonhos? Esquecer a câmera fotográfica? Ter que pagar um couvert caro? Pois eu acho que tudo isso é fichinha perto de uma alergia alimentar não identificada. Até a temida intoxicação fica de lado diante desse mal súbito sem pé nem cabeça.

Desde terça-feira vivo as consequências de uma fatia de pizza de calabresa com bacon, à qual me rendi. Meia hora depois da degustação, minhas orelhas estavam vermelhas e inchadas no estilo dos lutadores de MMA. Fui para casa e, no caminho, já comecei a sentir coceiras nas pernas – quando cheguei, parecia que tinha sido picada por centenas de pernilongos. No dia seguinte, acordei com a boca da Angelina Jolie e procurei um médico.

No início do ano, tive umas poucas bolinhas vermelhas na pele, que a médica identificou como sendo alergia à carne de porco depois das orgias de Natal e Ano Novo com seus lombos, pernis e tenders. Tomei um remédio ou dois e nunca mais tive nada. Calabresa comia esporadicamente, sem excessos, mas bacon não lembro de ter comido desde que comecei a fazer dieta, há um ano e meio.

Não dá para ter certeza de que ele é o grande vilão – apesar das chances serem grandes –, por isso terei que passar por um alergologista e fazer um sem número de exames para descobrir o que me fez mal. Já pensou passar por uma dessas no meio das férias, numa viagem pelo deserto ou no alto de uma montanha? A partir de agora, tenho que andar com um determinado remédio na bolsa, pois tenho riscos de ter edema de glote. Aff!

Tenho manchas vermelhas por todo o corpo, inchaços esporádicos que me impedem de dobrar os dedos e uma coceira que beira o insuportável. Já perdi dois dias de trabalho, os quais tenho passado na cama, e agora o final de semana. Ontem tive vertigem e cheguei a desmaiar, o que parece ser reação adversa do remédio.

Estou tomando um corticóide aliado ao clássico Polaramine e, sinceramente, dá mais medo das reações adversas do remédio do que da própria alergia. Minha concentração não anda das melhores, não consigo ficar muito no computador, lendo ou vendo TV, portanto já peço desculpas antecipadas se esse texto não ficou dos melhores – e também por ser um assunto tão deprê.

Assim que tiver notícias dos motivos de toda essa história, venho aqui compartilhar. E que não seja nada que vá mudar muito a minha vida gastronômica ou que, pelo menos, tenha tratamento. Fingers crossed!

(Foto: Brian Hoskins/stock.xcnhg)

Anúncios

2 Comentários »

  1. Lili said,

    Caramba, Paula!
    Tô aqui na torcida pela sua breve recuperação!
    PS.: Mesmo sofrendo as consequências de uma alergia maledita, vc continua escrevendo muito bem!
    Bjo!

  2. Carol said,

    Que chato, prima!Você sabe que eu sou mega alérgica e já tive muitas vezes esse tipo de alergia,então vc tem que fazer o teste de alergia,aquele bem detalhado p/ver o que é que está te deixando assim.Muitas vezes também tem fundo emocional,depois te conto a minha experiencia.Espero que vc descubra a causa e melhore logo!Beijos!


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: