11/10/2017

Geleia de morango

Posted in Receitas de doces tagged , , , , , às 9:42 pm por Paula R.

geleiatialu_2014

:. Especialmente para minha avó Liseika, meu pai e minha tia Lu.

Ingredientes
2 kg de morangos
700 g de açúcar
2 limões
Potes de vidro com tampa de metal

Pré-preparo
– A quantidade de geleia final é quase que 1/3 do volume inicial dos ingredientes. Tenha isso em mente na hora de separar os potes para armazená-la.
– Lave e ferva os potes de vidro por 15 minutos.
– Deixe secar totalmente antes de encher os potes com a geleia (e doces de frutas em geral).
– Se a ideia for deixar a geleia guardada por muito tempo, depois de encher os potes, tape-os e volte a ferver. Importante não deixar o vidro deitado ou a tampa do pote embaixo da água.

Modo de preparo (fotos no final)
– Lave os morangos, corte fora as folhas e pique em pedaços de médios a grandes.
– Coloque os morangos numa panela fora do fogão, acrescente o açúcar e misture.
– Deixe descansar por meia hora. (Esta etapa é opcional, mas poupa tempo e esforço físico de ficar mexendo a geleia).
– Esprema o suco do limão e leve a panela ao fogo médio, mexendo com certa frequência para não pegar no fundo.
– Quando começar a ferver, as frutas soltarão uma espuma branca, mas não é preciso se preocupar, pois ela logo se incorporará ao doce.
– Quando a geleia começar a escurecer e oferecer mais resistência à colher, prove um pouco para testar o açúcar. A proporção pode ser ajustada caso as frutas estejam mais ou menos doces.
– Mexa até ficar com uma consistência um pouco mais mole do que a de uma geleia comum, porque, depois de fria, ela vai endurecer um pouco. Se a ideia for usar a geleia como calda para sorvetes, manjares ou bolos, apure menos ainda.

:. Historinha…
Além de pães e torradas, esta geleia é uma delícia com iogurte natural, com queijo, requeijão e até com manjar branco. Nem dá para acreditar que uma receita tão fácil possa ficar tão gostosa! Para mim, é a melhor geleia do mundo! Lembro de, quando pequena, comê-la na casa da minha avó e depois crescer com meu pai e seus irmãos perfumando a casa na época de morangos. Não raro eles se presenteavam com um pote. (Isso acontece também com o licor de jabuticaba, o pêssego em calda, o doce de abóbora…). Hoje, sinto uma alegria e até um certo orgulho de perpetuar a receita. Uma maneira de me sentir perto de quem amo, mesmo longe, de me reconhecer parte de uma história, que também é feita de sabores.

geleia

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: