08/02/2013

Uma decisão e dois presentes

Posted in Aprovados (ou não) tagged , , , , , , , , às 11:49 am por Paula R.

yellow_submarine

Sabe quando a gente tem aquelas ideias que parecem incríveis, mas, quando vai colocá-las em prática, percebe que nem eram tão boas assim? Então, uma delas foi a minha decisão de tentar recuperar o tempo perdido (sem internet) nas férias escrevendo posts em ordem cronológica, postados em datas “fake” de dezembro, para não ficarem distantes de quando realmente aconteceram.

Deu certo por uns tempos, mas o material bruto era extenso e eu não consegui seguir o ritmo de escrita previsto. Resultado: o blog ficou desatualizado, tanto no calendário real como no “paralelo”, e os assuntos novos que pipocam todos os dias estão se acumulando ou ficando desatualizados.

Enfim, como a vantagem de ter um blog é criar e subverter regras quando a gente bem entende, voltei parcialmente atrás da minha decisão. Vou recomeçar a atualizar o Órfã a partir de hoje, porém, mantendo os novos posts da viagem (sim, ainda faltam vários!) com datas antigas. Portanto, quem quiser saber mais das aventuras gastronômicas por terras andinas, vai ter que procurar os textos de antes do Yellow Submarine. Bem-vindos à minha bagunça!

Da terra da rainha

Um dos posts que estava pendente era sobre dois presentes que ganhei no fim do ano. O Yellow Submarine para fazer chás era um desejo antigo e veio acompanhado de uma caixinha artesanal – existem presentes mais carinhosos do que os feitos à mão? Coincidentemente, outra amiga me trouxe um jogo de latinhas com chá de Londres, onde ela viu os Jogos Olímpicos. Tinha como haver sincronicidade maior?

:. Special thanks às amigas Taís C. P. e Elaine C.

19/07/2012

Três semanas*

Posted in Sopa de Letrinhas tagged , , , , às 2:51 pm por Paula R.

Com a dieta restritiva, os posts apetitosos caíram consideravelmente por aqui. Imaginei que isso fosse inevitável, mas a boa notícia é que já passei da metade do prazo estipulado. Essa terceira semana, entretanto, foi marcada por uma gripe bem chatinha.

Nunca fico doente e há meses tomava complexos vitamínicos para dar uma força para o sistema imunológico, mas tive que parar por conta do tratamento da alergia. Também por causa disso, não posso tomar nenhum remédio, o que me fez enfrentar a gripe na unha. Foi um período de muita dor de garganta, coriza e sinusite, regado apenas a chás e sucos de laranja – só não cheguei a apelar para o clássico chá de alho com limão.

Tendo em mente que minha alimentação anda bem natural, há de se pensar que está sendo totalmente saudável, o que não justificaria a gripe. Porém, por falta de planejamento meu, alguns dias acabo comendo pouco, demorando muito para comer ou mesmo me satisfazendo apenas com pão e queijo branco, o que pode acarretar na falta de nutrientes. Melhorarei.

Não foi das coisas mais fáceis, mas já passou. Talvez o mais difícil que tive que enfrentar até agora foi resistir aos brigadeiros da festa da minha irmã que fui no final de semana. Isso sim foi dolorido.

*Contagem da dieta antialérgica. Mais aqui e aqui.

(Foto: Anya/stock.xchng)

23/11/2010

Beatlemania

Posted in Música tagged , , , , , , , , às 1:38 pm por Paula R.


O Paul já comeu muito hamburguer, mas hoje em dia é vegetariano.

Quando decidi fazer um blog só sobre comida, cheguei a ficar com medo de ficar limitada a um só assunto, mas a verdade é que eu sempre dou um jeitinho de falar sobre o que gosto aqui, seja cinema, artes ou música. Essa semana por exemplo, queria uma desculpa qualquer para falar do show do Paul McCartney que foi ontem. Como ainda não comi na John & Paul Burger, resolvi fazer uma busca no Google, que deve render mais de um post.

O show foi incrível – um dos melhores da minha vida! – e muito, mas muito emocionante mesmo. Cresci ouvindo Beatles lá em casa e, quando era pequena, aprendi a tocar flauta com “Hey Jude” e um dos disquinhos que mais ouvia na minha Sonata era um que tinha de um lado “Let it Be” e do outro “The long and winding road”. Nessa última música, aliás, liguei para meus pais ouvirem um pouquinho pelo celular; era a música deles.

E agora, com vocês, as “desculpas”…

:. Clique nas imagens para saber mais.



Memorabilia comestível à venda nesse site.


Yellow Submarine, um clássico!


Tem lancheira e até livro de “receitas inspiradas pelos Beatles e sua música”.


Abridor e caneca inspirados pelo Fab Four.


Cupcakes que dão dó de comer.

(Fotos: reprodução dos respectivos sites)

09/11/2010

Chá verde

Posted in Bebidas, Top 5 tagged , , às 6:04 pm por Paula R.

Nos últimos anos, o consumo de chá mate (ice teas), verde, branco e até vermelho vem se popularizando por aqui. Eu, inclusive, sempre que posso, tenho trocado o refrigerante por chá verde, seja em casa ou nos restaurantes. Dizem que ele faz muito bem à saúde, pois é diurético, rico em antioxidantes e diversas vitaminas, acelera o metabolismo, ajuda a diminuir as taxas de colesterol ruim, o combate ao câncer e à H. pylori (bactéria da gastrite). Também é usado em dietas.

Muito popular na China e no Japão, o chá verde pode ser consumido a partir da infusão das folhas da camellia sinensis – o que, imagino, seja ainda mais saudável – ou em várias versões prontas para beber que estão à venda por aí. A minha preferida é a da Feel Good com limão, da WOW, que acredito balancear bem os quesitos saúde, sabor e refrescância – a versão com laranja e gengibre também é muito boa. Ainda quero provar a versão com romã, além dos chá branco e vermelho.

Se fosse fazer um Top 5 de chás verdes, seria:

1. Feel Good: medalha de ouro.
2. Lipton: gostosinho até demais, o que me deixa em dúvida sobre o nível de chá verde de verdade que contém.
3. Sheffa (com pêssego): boa opção mais barata.
4. Matte Leão: amargo demais para o meu gosto. Provei a versão original e a de maracujá.
5. Feito com folhas: ainda mais amargo. Não agradou meu paladar.

> Mais sobre o chá verde aqui
> Sobre a Feel Good

(Foto: reprodução do site)

18/12/2009

Jaws

Posted in Por aí tagged , às 3:00 pm por Paula R.

Quando Spielberg pára para o “chá das cinco”…

(Foto: do Skull Swap)

10/12/2009

O doce mundo de Lili

Posted in Aprovados (ou não) tagged , , , às 5:51 pm por Paula R.

Sábado passado, reuni umas amigas em casa e ganhei um presente muito fofo de uma delas. Era um potinho de biscoitos caseiros, embrulhado com tecido, numa tradição japonesa chamada furoshiki.

Os biscoitos doces são pequenos e delicados, em forma de flor, e caem muito bem com chá ou café com leite. Eles fazem parte da nova empreitada da Lili, jornalista e fotógrafa, que resolveu fazer uso da faceta quituteira para complementar o orçamento.

O produto vem em diversos tipos de embalagens, todas muito criativas: marmitas, potes com tampa, potes furoshiki e saquinhos. Achei ótimas para dar de presente. Os preços variam conforme o modelo e o peso.

O que ganhei vinha num vidro desses que a gente coloca tempero e já tem destino certo na minha cozinha. O tecido de bolinhas do embrulho também pode ser reaproveitado. Legal, né?

Serviço:
O doce mundo de Lili
Encomendas por e-mail: lilian-nakashima@uol.com.br
Tel.: (11) 8204-3789
http://docemundodelili.blogspot.com/

(Fotos: Lilian Nakashima)

21/09/2009

Chá de alho com limão

Posted in Bebidas tagged , , , às 2:36 pm por Paula R.

alho_e_limao

:. Fácil – Porção individual

Ingredientes:
2 copos de água
1 limão
2 dentes de alho

Modo de preparo:
– Corte o limão em quatro, com casca e tudo, descasque o alho e leve-os à panela com a água.
– Deixe no fogo até levantar fervura e desligue. Tampe a panela até amornar e coe o líquido para beber.
Nota: pode tomar puro, com açúcar ou adoçante.

Historinha…
Ficar gripado é muito chato. A gente se entope de remédios, que atacam o estômago, vive com um lencinho de papel na mão e ainda tem que ter pique para seguir a vida normalmente, trabalhar e fazer compra de supermercado. Nesses dias, é sempre bom tomar suco de laranja, jantar uma sopinha e dormir bastante. Além disso, o último truque que aprendi com minha amiga Betsy foi esse chá de alho com limão. Ela pegou a dica com a diarista dela e testou empiricamente. Semana passada chegou a minha vez e também aprovei. O sabor é meio amargo e tem gosto de alho – afinal, é um “remédio” -, mas compensa, pois no dia seguinte já acordei bem mais animada.

(Foto: montagem com imagens da stock.xchng)

07/08/2009

Sorvete Nestea

Posted in Aprovados (ou não) tagged , , às 12:16 pm por Paula R.

nestea

Na mesma semana que escrevi sobre um sorvete muito bom, vou falar de outro nem tanto. Tudo bem que já foi lançado há alguns meses, mas só ontem provei o picolé Nestea sabor pêssego, da Nestlé. E me decepcionei.

A impressão que dá é que a gente despejou o chá em forminhas e pôs no congelador. A consistência é muito dura e o sabor totalmente sem graça. Prefira a versão líquida.

A única coisa boa é a baixa quantidade de calorias (44 cal), mas, neste sentido, fico com os sorvetes de limão, maracujá e tangerina que também não engordam quase nada e, com certeza, dão mais prazer.

 Nota: sei que parece estranho falar tanto de sorvete em pleno inverno, mas sou uma viciada convicta e atemporal.