21/09/2014

RW: Killa Novoandino

Posted in Bares/Restaurantes tagged , , às 12:37 pm por Paula R.

image3

Acho que, finalmente, vou conseguir voltar a atualizar esse blog com mais frequência. Tenho ideias de mudanças por aqui, mas isso fica para outro post. É que ontem resolvi dar uma nova chance para a Restaurant Week e fui conhecer o Killa Novoandino, um restaurante peruano em Perdizes, que queria conhecer há tempos.

A casa tem decoração na linha “menos é mais” e o ambiente à meia luz e tranquilo é indicado para casais. No andar de cima, funciona uma “sangucheria”, que eu pretendo voltar para experimentar. O garçom que atendeu nossa mesa era muito simpático e nos informou que em breve o restaurante vai participar de outros eventos além da RW, como uma Peru Week e um festival de ceviches. Vou ficar de olho.

Andava meio desanimada com a RW por diversos motivos. Muitos dos participantes começaram a oferecer pratos mais simples como polenta, ragu (leia-se, carne com molho), saladinha básica de folhas e sorvete ou fruta de sobremesa. Esse “jeitinho” de usar ingredientes mais baratos saía um pouco da proposta de apresentar o estilo de cozinha da casa para um público que não estava acostumado a frequentá-la.

Isso somado à saída de bons restaurantes do evento e ao preço que não parava de subir – atualmente a RW está saindo por R$ 38,90 (almoço) e R$ 50,90 (jantar) – me fizeram dar um tempo na relação. Recomeçar pelo Killa foi uma boa experiência e pretendo conferir alguns outros restaurantes durante a semana.

Seguem as opções do menu para o jantar que escolhi ontem. No site do evento dá para conferir todas, além do cardápio do almoço.

image4
De entrada, escolhi a ensalada al tamarindo, uma salada tailandesa com macarrão de arroz chinês, pedaços de porco e ervilhas tortas com tamarindo. Estava bem gostosa, uma vez que adoro comidas agridoces. Talvez nem precisasse da carne de porco.

image6
Prato principal: arroz com frutos do mar, ervilha e salsa criolla. O prato é simples, mas saboroso e sem regular na quantidade de mariscos, lula e camarão. Aprovado.

image2
Sorvete e cachanga al ají: uma taça com sorvete de creme acompanhado de uma massinha crocante com geleia de ají amarillo. A massa era dispensável, mas a geleia levemente picante deu um toque interessante.

Killa Novoandino
Rua Padre Chico, 324
Perdizes – São Paulo (SP)
Tel.: (11) 2924-1159
www.killa.com.br

(Fotos: Paula R.)

Anúncios

29/06/2013

Tradiciones Peruanas

Posted in Bares/Restaurantes tagged , , , , , às 12:23 pm por Paula R.

IMG_3316

Fato curioso (ou heresia), a verdade é que não comi comida peruana melhor do que aqui em São Paulo. Feitas por peruanos ou colombianos, como o chef do Suri Ceviche, que fique claro. Depois da minha viagem para o Peru-Bolívia, fiquei ainda mais interessada por tudo que vem desses países e feliz pela invasão do “baixo Cusco”, como alguns jornalistas têm nomeado certa região do centro paulistano.

Com os imigrantes, vêm os restaurantes de culinárias típicas e dois achados são o Riconcito Peruano (Rua Aurora) e o Tradiciones Peruanas (Av. Rio Branco). Este post, entretanto, é sobre o segundo deles, pois do outro não tenho fotos; terei que voltar para garantir a resenha. Ô, desculpa!

O Tradiciones divide a menor parte do toldo vermelho do Habib Ali, casa árabe que ainda preciso conhecer. Sentei numa das três mesas de dentro do restaurante, mas a maioria fica na calçada ou na sobreloja, que estava em reforma.

Porém, o que o Tradiciones perde em infraestrutura, ganha em simpatia. Ganhamos dois copos de chicha morada (bebida de milho roxo fermentado) da garçonete, que acredito também ser a dona. Ela me chamava de “mami”, tratamento comum em terras incas para mulheres em “idade de ser mãe”, segundo minha interpretação. Enquanto esperávamos, um potinho com “cancha”, milhos salgados com cara de piruá e gosto de pipoca, também nos foi dado de cortesia.

Em nossa estreia, escolhemos o prato “la viagra marina”, que reune ceviche de pescado, “chicarrón de calamar” (lula a milanesa) e arroz de mariscos. Diferente dos que já havia provado, o ceviche veio mergulhado num creme verde e tinha ardência moderada. Tudo estava bem gostoso e, apesar de ser o prato mais caro do cardápio, custava R$ 60 e servia duas pessoas.

O público do restaurante se divide em peruanos, trabalhadores do centro e “moderninhos”. Recomendado para quem não tem frescura e gosta de comer bem. Seria reprovado por minha alergologista.

tradicionesperuanas1tradicionesperuanas2

tradicionesperuanas3

Serviço:
Tradiciones Peruanas
Av. Rio Branco, 439
Sta. Ifigência – São Paulo (SP)
Tel.: (11) 3843-6923

Nota: soube do TP pelo blog “Alegoria da Panela”, da amiga Muriel V. Vale conferir o post.

(Fotos: Paula R.)