24/09/2017

Casalzinho

Posted in Bares/Restaurantes tagged , , , , , , , às 7:35 am por Paula R.

matrimonio_set17

No Brasil, quando a gente fala de “Romeu e Julieta” num contexto de comida, quase todo mundo sabe que se trata de goiabada com queijo. O mesmo acontece aqui na Espanha com o “matrimónio”, que é como é conhecida a dupla dos peixes anchova e boquerón em conserva. O primeiro é mais salgadinho, o segundo mais suave. Se complementam e combinam muito bem com cerveja.

> Este da foto é da Taberna Mallaspina, bar com porções generosas, boas e baratas na região central. Para quem estiver turistando pela região da Puerta de Sol, vale uma passada.

Taberna Mallaspina
Calle de Cádiz, 9
Centro – Madri (ESP)
Site aqui.

> Postado originalmente no Insta.

Anúncios

19/06/2010

Cardápio pra Copa

Posted in Receitas de doces, Receitas de salgados tagged , , , às 10:00 am por Paula R.

Para os dias de jogo, é legal pensar no menu para reunir os amigos em casa. Nada que demore, pois acaba sendo a maior correria fugir do trabalho, enfrentar o trânsito, essas coisas. Por isso, selecionei algumas receitinhas aqui do Órfã para dar uma ajuda.

Partidas das 8h30: provavelmente você vai ver só com a família ou, no máximo, com o namorado, mas um chocolate quente com bolinho de chuva caem muito bem para começar o dia.

11h: dá para pensar num prato mais substancioso, pois vale como almoço. Um chili, que pode ficar pronto no dia anterior e dá para comer num potinho em frente à TV, é uma boa opção. Tortas de liquidificador ou macarrão de panela de pressão também valem a pena, pois são fáceis de fazer. Para adoçar a vida, batida de pêssego e sobremesa rápida de morango.

15h30: nos jogos da tarde, uma cervejinha já cai melhor. Para acompanhar, amendoins, azeitonas e patês. Se a casa estiver cheia, também pode apostar num churrasco com pão de alho – de churrasqueira elétrica para os paulistanos – ou num cachorro quente de forno. Jogos especiais merecem um pavê de Bis, mas lembre que o doce tem que ir para o congelador algumas horas antes.

(Fotos: Órfa da Ofélia)

16/06/2010

Torcida

Posted in Aprovados (ou não) tagged , , , , às 11:41 am por Paula R.


Torcedores no Brasil x Coreia do Norte, em Johannesburgo, nesta terça.

Os salgadinhos Torcida são aquele tipo de petisco que a gente culpa no dia seguinte, quando acorda de ressaca – mesmo que a culpa não seja exatamente deles. São gordurosos e nem um pouco nutritivos, mas são práticos e caem muito bem com cerveja.

E foram eles uma das melhores coisas do jogo de ontem para mim: descobri o sabor mostarda. Bateu meu favorito até o momento, que era o salsa e cebola. É levemente ardido e bem mais saboroso que os demais sabores. Para os amantes de pimenta, que não é o meu caso, tem ainda a opção jalapeño. As embalagens têm 90 g e custam pouco mais de R$ 1 e há os pacotões de 500 g (R$ 5) ótimos para a Copa.

Infelizmente, não há muitas informações sobre o produto na internet. A empresa Lucky foi comprada pela PepsiCo e seu site está em construção, o que me fez usar uma imagem de um site de venda de salgadinhos aqui no post. Os blogs também se destacam e, para quem quiser conhecer todos os sabores, o Fast Food de Pobre fez uma avaliação caso a caso.

Mais comentada

Dentre as fotos de torcida mais faladas do jogo de ontem estão as que retratam a campanha anti-Galvão que tem rolado na internet. O próprio apresentador já comentou a história e diz estar levando na brincadeira. Mas nada tira o charme inusitado da primeira faixa desse tipo que apareceu há muitos anos num jogo apresentado por ele: a “Galvão, vá pentear macaco”. E eu vi ao vivo.

(Fotos: Doce Malu + Folha de S.Paulo)

30/11/2009

BarCaxeira

Posted in Pratos/restaurantes tagged , , , , , às 6:40 pm por Paula R.

O restaurante, que faz um trocadilho com macaxeira no nome, está localizado no melhor ponto de Porto de Galinhas, no centro, perto da pracinha e das piscinas naturais. Tudo nele é charmoso, a iluminação, o porta-talheres, as cadeiras e até o banheiro tem uma decoração colorida e divertida.

A especialidade da casa é o gratinado de macaxeira recheado com carne de sol e catupiry (ou charque, camarão, filé mignon, frango, brócolis…). O prato parece um escondidinho só que com o purê  contendo pedaços maiores de mandioca. Ele vem em três tamanhos: mini, individual e grande, mas alerto que o “individual” dá para duas pessoas e custa R$ 21,90.

De entrada, recomendo o bolinho de macaxeira com charque (R$ 9,90), muito leve e saboroso, que voltamos comer mais de um dia. Destaque também para as caipifronzen (ou “nevadas”, como dizem em Recife) de mangaba (foto), cajá e pitanga (R$ 7,90 cada).

Música da boa

Para completar, o restaurante ficava em frente ao palco principal do Jazz Porto 2009, um festival de jazz e blues com músicos de vários lugares. Trilha sonora garantida.

Serviço:
BarCaxeira
Rua da Esperança, 458
Vila de Porto de Galinhas – Ipojuca-PE
Tel.: (81) 3552-1913
http://www.barcaxeira.com.br/

26/11/2009

Bar Central

Posted in Pratos/restaurantes tagged , , , às 10:21 am por Paula R.

Se eu morasse em Recife, imagino que um bar que eu frequentaria seria o Central. Ele fica no centro (óbvio), perto da assembléia legislativa, a menos de duas quadras do calçadão do rio Capibaribe.

Há mesas na calçada, mas o ar condicionado foi mais convidativo. O ambiente interno é charmoso, à meia luz, com uma jukebox e um papel de parede enorme com a foto aérea da cidade, no estilo Google Maps. Ou a máquina de música só tinha discos legais ou o público do lugar tinha muito bom gosto, pois a noite toda só tocaram sons bacanas (com exceção de duas do Bee Gees).

Ficamos horas lá batendo papo e petiscando. Foi peixe frito, bolinho de arroz com charque e o caldinho de feijão, que merece um destaque, que levava carne de sol, um ovo de codorna e uma azeitona. Tudo muito bom.

O chopp estava R$ 2,90 e a Original R$ 6. A conta individual saiu R$ 42.

 

Serviço:
Bar Central
Rua Mamede Simões, 144
Boa Vista – Recife-PE
Tel.: (81) 3222-7622

(Fotos: Paula R.)

22/11/2009

Patola de guaiamum

Posted in Pratos/restaurantes tagged , , , às 1:36 am por Paula R.

Recife realmente faz calor, daqueles em que a gente sua o dia inteiro. Mas, por um lado, parece que a cidade está mais preparada para esse clima do que a frigideira de concreto em que vivo; ar condicionado e ventilador são praticamente itens de série das casas e restaurantes. Sem contar que, quando a gente não está trabalhando e pode viver o dia inteiro de Havaianas, também é bem mais fácil.

Em minha noite de estréia por aqui, fui num restaurante chamado Ilha do Guaiamum, especializado no crustáceo, que é um tipo de caranguejo que tem coloração azul. O engraçado é que os donos do lugar, que hoje têm uma rede (Ilha da Kosta I e II, Ilha Sushi, Ilha Burguer), começaram com uma casa em que o carro-chefe era o bife à parmegiana.

No lugar, há alguns tanques em que você pode escolher o exemplar de guaiamum que quer comer, divididos nas categorias de médio a extra grande. Como não estávamos muito no clima do martelinho – que demora um pouco para saciar a fome -, ficamos com a porção de patola de guaiamum (R$ 28,90). O prato consiste na carne apenas da pata maior, à milanesa, acompanhada de molho rosê. Para comer, se pega na ponta mais fina, que mantém a casca do crustáceo.

Nem preciso dizer que fica perfeito com cerveja, né? Achei que o prato saiu barato, mas a garrafa de Original estava R$ 6,90.

> Para saber mais sobre o crustáceo: Wikipedia

Serviço:
Ilha do Guaiamum
Rua Maria Carolina ,68
Boa Viagem – Recife-PE
Tel.: (81) 3466-2122
http://www.ilhadakosta.com.br/

(Foto: Paula R.)